Câmara municipal lança Campanha de Conscientização sobre o Câncer de Próstata

Por Redação, Carlos Luquetti 04/12/2018 - 16:40 hs

Câmara municipal lança Campanha de Conscientização sobre o Câncer de Próstata
Foto: Divulgação

Pela primeira vez na sua história, a Câmara Municipal de Nova Alvorada do Sul, através do presidente Edir Alves Mesquita (PSD), lançou uma Campanha Institucional de conscientização acerca da prevenção do Câncer de Próstata. A Campanha realizada em todo o território nacional é conhecida como “Novembro Azul” e faz uma alusão ao mês onde as ações de combate são mais extensivas e direcionadas quanto ao conscientizar a parcela masculina acima dos 45 anos a fazer os exames preventivos.

Apesar da Prefeitura de Nova Alvorada do Sul sempre realizar campanhas com o mesmo foco, desta vez, o Poder Legislativo, através dos pares da Casa de Leis, também se propuseram a participar ativamente do processo de orientação e conscientização de uma grande parcela da população que se encontra na faixa etária onde já é indicada a realização de exames preliminares de prevenção.

Como ferramenta de trabalho, a campanha novembro azul por parte da Câmara de Vereadores terá ampla divulgação nos meios de comunicação local, como os sites de notícia da cidade, rádio comunitária e site institucional da Câmara (www.camaranovaalvoradadosul.ms.gov.br), além da distribuição na cidade e comunidade rural de panfleto informativo com detalhamento dos sintomas, ações preventivas e tratamento da doença.

A campanha foi lançada esta semana no gabinete da presidência da Câmara como extensão da ação 
realizada em vários países do mundo, e idealizada no Brasil pelo Instituto Lado a Lado, com apoio da Sociedade Brasileira de Urologia.

As ações de um modo geral visam conscientizar os homens a realizarem exames preventivos contra o câncer de próstata, o mais frequente tipo de câncer entre os homens. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a doença acomete 1 em cada 6 brasileiros. As estimativas apontam que mais de 500 mil novos casos de câncer de próstata possam ser diagnosticados ainda este ano no mundo. Depois do aparecimento dos sintomas, mais de 95% dos casos de câncer de próstata já se encontram em fase avançada. Daí a importância da realização do exame regular através do toque retal e do PSA.

O vereador Manoel Jesus da rocha (PSB), em conversa informal com o presidente da Câmara Edir Alves Mesquita (PSD), disse na oportunidade ser muito importante o homem quebrar o preconceito e ir ao médico para a realização de exames preventivos. “Se os homens fizerem anualmente o exame preventivo, com certeza poderemos diminuir o alto índice de homens acometidos pela doença já em estágio avançado”, afirmou Manoel.

O presidente da Câmara, Edir Mesquita (PSD) comentou que a campanha desenvolvida pela Câmara quer chamar a atenção dos homens quanto à falta de informações acerca do assunto, bem como, a necessidade do exame de prevenção. “Todos os demais pares estão solidários a esta campanha e também empenhados para que possamos junto chamar a atenção de toda a sociedade para a necessidade do diagnóstico (exame preventivo) e tratamento”, disse Mesquita.

Com o slogan, “Todos contra o câncer de próstata, nós apoiamos essa luta”, “a campanha já está nas ruas da cidade, pois, afinal de contas, contra o câncer de próstata, não tem discussão, é só prevenção”, concluiu o presidente.

Sobre o câncer de próstata

O câncer de próstata é uma doença maligna e letal, que tem a prevalência em homens acima dos 50 anos. Sua estimativa é de 69 mil novos casos ao ano, ou seja, 7,8 novos casos a cada hora. A doença não tem prevenção, mas o diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento e cura. Atualmente, é possível até mesmo não retirar o tumor, quando ele é classificado de baixo risco, apenas acompanhar sua evolução, o que é chamado de vigilância ativa. Porém, é importante observar alguns critérios rigorosos de acompanhamento como visitas frequentes ao urologista, realização de exames e até novas biópsias de acompanhamento. Homens que tiverem história de câncer na família correm mais risco e devem iniciar os exames anuais a partir dos 40 anos de idade.
Segundo o Ministério da Saúde, o avanço da idade é um fator de risco para o câncer de próstata, visto que tanto a incidência quanto a mortalidade aumentam após os 50 anos. O histórico familiar em primeiro grau (pai, irmãos ou filhos) também é associado a um maior risco de desenvolvimento da doença.Diz o senso comum que homem não gosta de ir ao médico. Uma pesquisa feita pelo Ministério da Saúde mostrou que 31% dos homens brasileiros não têm o hábito de ir ao médico e, quando o fazem, 70% tiveram a influência da mulher ou de filhos. Mas, felizmente, isso tem mudado. Muitos homens já sabem que diversas doenças podem ser evitadas ou atenuadas com a prática de se fazer exames preventivos.